O que saber antes de empreender no jornalismo

O que saber antes de empreender no jornalismo

Empreendedorismo e modelos de negócios foram alguns dos temas discutidos na conferência anual da Online News Association, em Washington, nos Estados Unidos, no último fim de semana. Um dos painéis mais valiosos dessa edição foi o Fail Fest: Entrepreneur Edition. A ideia era fazer uma conversa sobre o fracasso em startups de jornalismo – sim, o fracasso, tão celebrado na cultura empresarial norte-americana. Mas o debate acabou sendo uma aula sobre como afastar as chances de falhar e dar os passos corretos quando se tem uma ideia para empreender no jornalismo.

Participaram da sessão Rebekah Monson, co-fundadora da startup de mídia e tecnologia Whereby.us, Janine Warner, diretora executiva da SembraMedia, rede de apoio a empreendedores digitais latino-americanos, e Alan Soon, fundador do The Splice NewsRoom, projeto que traça um panorama sobre a mídia digital na Ásia. Em resumo, a conversa deles ensinou o seguinte para jornalistas que têm uma ideia de negócio:

Uma ideia não basta

É preciso ter clareza sobre o problema que ela resolve ou demanda que ela atende e saber quem pode te dar apoio (intelectual, financeiro) para colocá-la em prática.

Você precisa buscar (auto-)conhecimento

Jornalistas sabem pesquisar informações como ninguém e são bons em aprender sobre um tema desconhecido quando têm uma pauta sobre determinado assunto. Essa habilidade tem que ser usada quando se está empreendendo. Há muita coisa para aprender e é necessário tirar um tempo para isso.

Também faz parte do aprendizado conhecer mais sobre si mesmo, suas habilidades, forças e fraquezas, para saber como usar os pontos positivos na estruturação e condução dos negócios e evitar que as fraquezas interfiram nesse processo.

Ajuda será sempre necessária

Não há como fazer nada sozinhx, mesmo que o projeto inicialmente só tenha você na equipe. Formar uma rede de pessoas que possam te dar algum tipo de apoio ou conselho em momentos mais críticos é um passo a ser dado antes mesmo de lançar o negócio. Pense também em quem pode te auxiliar para contornar as fraquezas que você identificou em si mesmx (conforme citado no tópico anterior).

Diversidade faz a diferença

Ao buscar a ajuda mencionada acima, procure cercar-se de um grupo diversificado. Não se trata apenas de diversidade de gênero e racial, mas também diversidade de habilidades, de bagagem, de áreas do conhecimento. Considere o mesmo princípio se você está formando uma equipe para conduzir o negócio.

Não há um momento certo para nada

Esperar que a ideia esteja perfeita ou o momento mais adequado para se jogar nos negócios pode fazer com que você nunca aja de fato. A hora certa nunca chega e é preciso estar consciente e aceitar que há riscos envolvidos. Porém, é possível se antecipar a essa falta de garantias. Tenha certeza que você terá os recursos necessários para se manter caso algo dê errado e tenha ao seu lado pessoas que vão saber te aconselhar e dizer como conduzir o processo.

Se você se interessou, pode rever a sessão completa (em inglês).

Close
%d blogueiros gostam disto: